sábado, 13 de janeiro de 2018

DEAR DIARY - 13 DE 365 E DOCES LEMBRANÇAS



QUERIDO DIÁRIO

HOJE tive o retorno de doces lembranças da primeira infância, uma infância tão antiga que eu lembro de algumas coisas somente por flashes.
Lembro que eu devia ter uns 6 ou 7 anos e estava jogando um enorme cartaz fora, porque estava muito puído. Um cartaz de cartolina que eu mesma fiz, onde desenhei uma mulher elegante de chapéu com meus traços incertos de criança. E lembro que escrevi LUCY CAMARGO e coloquei outros detalhes que denotavam que ela era uma mulher incrível, uma estrela para mim.

Só depois de grande que eu fui lembrar que eu assistia I LOVE LUCY e devo ter feito esse cartaz pra ela. Nem lembro dos momentos em que fiz o dito cujo. Só lembro do nome e da mulher de chapéu. E eu jogando fora algo que hoje poderia ser meu tesouro.
Infância, lembranças, tempos bons.

Olha só a qualidade dos seriados que eu assistia quando era bem pequetucha:




Com certeza a Lucy Montgomery virou Lucy Camargo no Brasil.
Hora de matar a saudade.


(Eu desconfio que vou ficar horrorizada com o machismo que vou encontrar nos enredos, coisa bem comum na época hahahah)

Marie


quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

DEAR DIARY - DIA 10 DE 365 - E MIL IDÉIAS NA CABEÇA



CABEÇA CONTINUA Á MIL,
JÁ EMPURREI COISAS COM A BARRIGA...
SALDO DE CAMINHADAS ESTÁ POSITIVO, SEIS DIAS DE DEZ.
COMI CARNE EM DOIS DELES :(
MAS EVITO.

COMECEI A ASSISTIR UMA SÉRIE MARAVILHOSA NO NETFLIX: DARK.

CLARO QUE ESTOU AMANDO, TOMARA QUE SAIA LOGO A SEGUNDA TEMPORADA...

ASSISTAM, VALE Á PENA!

FIZ TAMBÉM MEUS FILTROS DOS SONHOS E VOU INVESTIR NA LINHA PRETA BEM TREVOSA PRA QUEM É GÓTICA OU BRUXA. PROMETO QUE VAI BOMBAR!

BJOS
MARIE

sábado, 6 de janeiro de 2018

DEAR DIARY - 6º DIA E NÓIS TÁ COMO

BOM DIA QUERIDO DIÁRIO

O correto seria eu escrever á noite de cada dia e esse diário geralmente eu começo cedo, mas bora lá...

São muitas reflexões e fica realmente difícil acompanhar meu próprio pensamento quando eu mudo a todo momento, não compartilho nada nem com meu marido e fico indecisa sobre todas as coisas.

Muita coisa pra fazer, pouco tempo, pouco dinheiro.

Porque cheguei nesse ponto? Há cinco anos e eu era bem mais tranquila sobre tudo.
Era mais mística, mais onírica, pensava só na lua cheia, em meu filhotinho crescendo e nos passeios com os cachorros. Nas brumas de Rio Negrinho, no frio gostoso e como era bom dormir.

Agora já nem consigo dormir, apago e tenho cada sonho esquisito que no outro dia quando acordo se esvaem as lembranças em seis segundos.

Ontem eu caminhei, ponto pra mim! Fiz somente refeições sem carne, apesar que meu cachorro ficou pedindo osso já que todos comeram frango então acho que essa equação ainda não está muito certa e resolvida. Não, vegana é pra profissionais. Eu consigo sim cortar a carne, ontem meu marido pediu um lanche e apesar do odor agradável eu tive plena consciência de não provar nem um tequinho.

Depois comi mais salada (pedi torradas com omelete e salada) e até passei mal mas também evoluí pra segunda porção de frutas do ano. Tenho que melhorar pra uma porção de frutas por dia.

Isso aqui tá longe de ser interessante e eu tenho certeza de que vou largar essa babaquice dentro em breve.

Mas continuo na batalha pra manter o foco:
- dentista em primeiro lugar
- decidir sobre os cursos
- continuar fazendo artesanato
- continuar escrevendo
- arrumar um emprego com horário melhor
- colocar o filho na natação
- comprar casinha pro cachorro
- mudar de casa

E muitas outras coisas pessoais que vou deixar pra colocar na agenda.

Hoje meu pensamento já está mais organizado e eu só estou cansada mesmo. Repensando muitas coisas, prioridades, amizades.

Também talvez eu apague toda essa coisa de diário. Expor a vida pessoal é um risco. Mas esse blog já teve cada post mais doido que acho que esse diário nem é tão vexaminoso assim...

Marie

sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

DEAR DIARY - QUINTO DIA ÚTIL



You can push me out the window 
I'll just get back up 
You can run over me with your 18 wheeler truck 
And I won't give a fuck

ÀS VEZES EU TENHO QUE CANTAR ESSA MÚSICA DA PINK EM PENSAMENTOS PRA PARAR DE ME COLOCAR PRA BAIXO...

Tenho hoje mais reflexões de ano novo do que resoluções.
Na verdade estou começando a escrever o diário do quinto dia no quarto dia...

Quarto dia e nada de almoço vegetariano. Meu marido fez a marmita pra mim então ele colocou carne. E eu acho pecado desperdiçar comida. Desculpa. Sério.

Estava pensando em como sinto saudades de casa e como fico deprimida cada vez que volto da casa da minha mãe pra cá. A cidade fica a umas duas horas e meia de viagem e a gasolina como está não me permite visitas frequentes. A falta de tempo também.

Sinto saudades de tudo lá, é uma cidade linda e o clima é muito bom, maravilhoso mesmo porque aqui eu morro de calor.
Mas lá é ruim de arrumar emprego.

E todos me tratam tão bem porque estão com saudades.
E me peguei me dando conta de que é melhor eu continuar por aqui, de que tudo não passa de ilusão. Porque quando eu morava lá meus irmãos raramente me visitavam. Brigava com a minha mãe e saí de lá justamente porque meu pai é ruim, nervoso, irritadiço e injusto.

Não falo por falar mal. Falo verdades. Não que eu brigasse tanto com minha mãe mas hoje ela me trata melhor justamente porque está com saudades. Antes ela me criticava muito. Inclusive me disse que aquela não era minha casa.

De noite meu ânimo havia se esvaído. Problemas no trabalho devido á minha atitude displicente e a falta de confiança fez minhas energias se esvaírem. Sério. Preciso mudar minha vida, parar de fazer os outros e as circunstâncias decidirem por mim.

Esse diário também é perigoso. Até porque é muito pessoal. Estou me abrindo demais aqui mas eu preciso realmente, realmente, me encontrar.

Marie

PS: Caminhei hj cedo por mais de meia hora, jantar foi vegetariano de salada de cenoura, abrobrinha crua, couve, hortelã, vinagre de maçã, azeite de oliva com orégano e mostarda com mel. :)

quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

DEAR DIARY - DIA 4 DE 365

De http://www.ganzomag.com/moleskine-vintage-italian-notebook.html
QUERO...

QUERIDO DIÁRIO
OU
ESPELHO, ESPELHO MEU...
EXISTE ALGUÉM MAIS PERDIDA DO QUE EU?

Ainda me batendo pra decidir se quero ser esteticista de gente ou de animais.

Agora mesmo; digitando aqui; decidi com um sorriso que vou começar aquele curso de designer de sobrancelha. O máximo que pode acontecer é eu perder 1 ano da minha vida.

Isso é uma verdade... Puxa vida, sou um gênio!
Melhor perder 1 ano estudando que 1 ano sem fazer absolutamente nada e desanimada com o futuro!

Obrigada dedos, vocês me fizeram pensar e chegar a uma conclusão na qual meu cérebro não estava ajudando em nada!

Também quero contar que andei 30 minutos hoje de caminhada rápida e cheguei suando em casa! Isso dá uma satisfação enorme! Mas acordei tarde, preciso me acostumar a acordar bem cedo assim posso andar mais tempo e oxigenar meu cérebro e exercitar meu coração pois queria viver um pouco mais do que uma pessoa cardíaca vive. Sim, tenho pressão alta!

Outros projetos para o ano, além de emagrecer, incluem:

Fazer minha própria cortina.
Reformar minha estante de livros.
Reformar meu guarda-roupas.

Terei talento para tanto? Varrerei a preguiça embora?
Ou perderei novamente meu tempo nas redes sociais...

Só o futuro dirá...
E por falar em futuro, uma lida no tarô cairia bem agora que eu não consigo ver nada além de névoas á minha frente.

Eu fico com aquela mensagem na cabeça, que li outro dia no facebook:

AS PESSOAS FICAM IMAGINANDO QUE TERIAM MEDO DE SER CAPAZES DE VIAJAR NO TEMPO, E QUE SE MUDASSEM ALGO PEQUENO NO PASSADO, PUDESSEM CAUSAR GRANDES ALTERAÇÕES NO AGORA... 

MAS SEQUER CONSIDERAM QUE UMA PEQUENA MUDANÇA DE ATITUDE AGORA, CAUSARÁ UMA GRANDE MUDANÇA EM SEU FUTURO...

Clap, clap, clap!!!!!!

Marie

quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

DEAR DIARY - 03/01/2018

Ilustração do blog http://cicilycorbett.blogspot.com.br/2011/01/my-diary.html
Já quero ler...

QUERIDO DIÁRIO

Terceiro dia: acordei tarde e nem fui fazer a caminhada.

Pelo menos arrumei a cama. Dia longo pela frente. Não comi carne nem leite mas comi um cookie que com certeza não era vegano. A luta continua

Muitas idéias na cabeça e poucas pessoas pra partilhar, ninguém tem tempo nem pra conversar. Tenho sonhos e projetos: um projeto que meu filho se empolgou foi nosso livro de contos de terror para crianças.
Essa noite preciso criar mais uma história, já que a primeira já está pronta
Será que desde já consigo uma editora que abrace essa idéia e me empregue??

Sim, eu poderia ser escritora. sonho com isso há trinta anos, minha qualidade de leitura já foi melhor, cresci com Clarice Lispector, Raquel de Queiroz, Pedro Bandeira. Hoje em dia muitos romances estrangeiros. Mas perco tempo nas redes sociais e nem tenho lido mais nada.

Porém, tenho muitas idéias pululando na cabeça, sem tempo pra organizar ou que seja compartilhar com alguém.

Muita coisa pra contar e analisar, muitas idéias, sobre negócios, sobre histórias, sobre outras vidas, ás vezes andando na rua tenho que cuidar pra não atropelar ou ser atropelada, pois abstraio mesmo do mundo.

Chegou a noite e não caminhei como planejado. Acabei deitando para descansar e fiquei de novo perdida no facebook. Pior que não tem tanta coisa interessante assim pra me fazer perder duas horas!

E depois comi o resto da panqueca do meu marido que continha frango! Eu pedi uma de palmito mas era só a panqueca com palmito seco, essa gente não sabe fazer comida vegetariana com sabor???

Pelo menos arrumei umas gavetas, guardei os enfeites de Natal, fiz faxina nos cosméticos, e limpei a geladeira, que eu me propus mais cedo. Mas ainda tenho muita quinquilharia pra arrumar. Acho até que vou colocar alguma coisa na OLX... Escondido, claro.

Marie

terça-feira, 2 de janeiro de 2018

DEAR DIARY - 02/01/2018

QUERIDO DIÁRIO

Segundo dia de Janeiro e eu estava convencida de que no final do dia faria uma caminhada power sozinha ou com meu marido.
Chegando em casa fiz pipoca pra matar a fome e fiquei prostrada na cama com calor e mexendo nas redes sociais. Não arrumei nem a roupa bagunçada. Fiquei sonhando com o arroz com carne cujo aroma o vizinho deixou vazar pro meu lado.

365 dias no ano e eu prometi pra mim mesma que tentaria fazer exercícios em todos eles. Falhei. Em 2. Mas espero chegar ao final do ano com um contador razoável. Mais dias sem carne e com exercícios do que o contrário. Ontem não comi carne. Nem tomei leite nem comi queijo. Palmas para mim!!! Tomei só um copo de iogurte. :(

A insatisfação com o trabalho continua. Não dá mais pra me enganar. Não que não goste do que faço. Eu gosto, mas comecei a pensar que se for pra ter todo esse esforço e esquentar a minha cabeça e passar horas no trabalho, que seja algo feito por mim e para mim.

O problema é que sou muito indecisa e tenho tantos sonhos e vontades que fica difícil até me decidir: que negócio irei abrir, o que fazer pra ganhar a vida como minha própria chefe, empreender no que.

Falta de autoconhecimento, falta de conhecimento em geral, sobre tudo.
Já pensei em ser tantas coisas: cabelereira, designer de sobrancelha, tanatopraxista, escritora, trabalhar em pet shop, ter uma pet shop, ter uma loja de doces, ter uma loja de roupas, de cosméticos, artigos para roqueiros, café, loja especializada em café, lavação com zero água, infinitas opções. Porém tem o medo, a falta de decisão, de rumo, de dinheiro pra investir.

Tem muita coisa aí que a gente dá um jeito, o banco empresta, tem franquia, tem outras coisas que eu precisaria investir 1 ano fazendo curso.

Então, vou me dar um prazo de dez dias pra decidir.

Marie