terça-feira, 23 de abril de 2013

PASTOR IRA MCDAEMON



Palavras inspiradoras do Pastor Ira McDaemon, da Irlanda.

"Quando pediram-me para fazer um sermão sobre o homossexualismo, eu me recusei terminantemente. Pois quem sou eu para condenar os homossexuais ou versar sobre este assunto que desconheço, que não compreendo.
Só um homossexual poderia falar sobre a sua condição, que aliás, não nos diz respeito.

Você só é capaz de entender o que o outro sente, se colocar-se no lugar dele.
Se estiver no lugar dele, se viver o que ele vive, se sentir o que ele sente.
Então, terás uma ideia.
E não entendo mesmo o por quê de toda essa polêmica a respeito de um assunto que, sinceramente, não nos diz respeito.

O que um homossexual tem de diferente de você, que se incomoda tanto pelo fato de ele ou ela ser homossexual? Fora o que faz entre quatro paredes, com um parceiro, mais nada.

Somos todos iguais perante Deus.
Deus criou o homem e a mulher e viu que era bom, diz a Bíblia... e o homem que é homossexual não está querendo ser uma mulher, e a mulher que é homossexual não está querendo se tornar um homem.

O que você faz entre quatro paredes, na sua intimidade sexual, não diz respeito a mais ninguém, ou será que diz? Será que você sai por aí contando para todas as pessoas a maneira como faz sexo com seu ou sua parceira? Será que gostaria que os outros soubessem e te julgassem por causa disso?
Então porque o que um homossexual faz, quem ele escolhe como parceiro (a) te interessa tanto?
Já pensou se a sociedade julgasse correto ser homossexual, e você tivesse que sentir vergonha por apreciar o sexo oposto? E se as pessoas te apontassem na rua por causa disso?

Por que ficar tão chocado ou revoltado com algo que a pessoa não fará na sua frente? Quando você e o homossexual que você discrimina são absolutamente iguais em seu dia a dia? E são absolutamente iguais perante Deus? Deus não discrimina seus filhos...

Estamos todos discutindo contra os homossexuais, nos inflamando, esquecendo de que a única coisa que nos difere é nossa opção sexual, que é íntima e privada. Não temos que meter nossos narizes nestas questões pessoais das outras pessoas.

Estamos arrumando briga, causando polêmica, condenando o comportamento sexual das outras pessoas e nos esquecendo do maior ensinamento de Cristo: amai-vos uns aos outros como Eu vos amei!

Dizer que o comportamento homossexual afeta as nossas famílias, que o casamento igualitário é uma ameaça a uma família, é esquecer-se de que as famílias, salvo raras exceções, são formadas por pais heterossexuais... que já tem feito um grande trabalho a milênios formando e destruindo famílias sem qualquer responsabilidade pelos seus atos ou consideração pelos seus filhos.

Casais heterossexuais formam famílias e abandonam seus filhos inocentes e indefesos todos os anos e não vejo as pessoas chocadas militando sobre o assunto.

Dizer que o comportamento homossexual nas ruas, nas paradas, é vergonhoso; é um perigo para nossos filhos; é um péssimo exemplo; é esquecer-se dos péssimos exemplos que a população de heterossexuais, homens e mulheres heterossexuais, vem prestando ás nossas comunidades a milênios. O comportamento indecente, a libertinagem, a sacanagem, não são exclusivos dos homossexuais, nem nunca foram.

Por que é que ninguém se choca com as mulheres seminuas e provocantes na televisão, nas ruas, na mídia? Com o machismo que estimula e incentiva esse comportamento? Se querem proteger as suas famílias, desliguem a televisão...

Por que é que ninguém condena os jovens, adolescentes, heterossexuais, que protagonizam cenas de sexo explícito nos bares, nas ruas, nas raves? Por que ninguém luta contra isso e só acham um absurdo quando tais cenas são protagonizadas por homossexuais?

Independente de sua opção sexual, há pessoas sem caráter e sem moral em todas as partes do mundo, temos que lutar para que elas se eduquem... e não lutar para que mudem sua opção sexual...
Que se eduquem e ajam com dignidade e respeito! Todos devem agir com dignidade e respeito para com o próximo, e mais ainda: com amor, com tolerância...

Como você quer ser um discípulo de Cristo, um apóstolo, um bom filho de Deus, se não pratica o amor e a tolerância? Se você nem tenta?...

O mundo precisa de mais amor e tolerância, e Cristo nos pede isso a mais de dois mil anos...
Não feche seus olhos e seus ouvidos aos pedidos de Cristo, ao desejo do Pai: pratique o amor e a tolerância, e se não for capaz de entender, de se colocar no lugar daquele que é discriminado e julgado pela sociedade, ao menos respeite-o. Lembre-se de outro ensinamento: NÃO  JULGAI...

O mundo precisa de mais pessoas assim, e menos pessoas que apontem o dedo, que julguem, ou que usem a Palavra da Bíblia para incitar o ódio entre as pessoas... a Bíblia condena a prática do homossexualismo, você vai me dizer... Mas já te esqueceste que Jesus veio até nós pedindo uma única coisa que tira todas as nossas dúvidas sobre como nos comportar: AMAI-VOS UNS AOS OUTROS????

Vocês estão se esquecendo das Palavras de Jesus?"

Um comentário:

ROSE OLIVEIRA disse...

Nossa Marie quisera Deus que todos pensassem assim maravilhoso texto, um xeru da Rose.

http://blogtopodendo.blogspot.com.br/