sábado, 13 de janeiro de 2018

DEAR DIARY - 13 DE 365 E DOCES LEMBRANÇAS



QUERIDO DIÁRIO

HOJE tive o retorno de doces lembranças da primeira infância, uma infância tão antiga que eu lembro de algumas coisas somente por flashes.
Lembro que eu devia ter uns 6 ou 7 anos e estava jogando um enorme cartaz fora, porque estava muito puído. Um cartaz de cartolina que eu mesma fiz, onde desenhei uma mulher elegante de chapéu com meus traços incertos de criança. E lembro que escrevi LUCY CAMARGO e coloquei outros detalhes que denotavam que ela era uma mulher incrível, uma estrela para mim.

Só depois de grande que eu fui lembrar que eu assistia I LOVE LUCY e devo ter feito esse cartaz pra ela. Nem lembro dos momentos em que fiz o dito cujo. Só lembro do nome e da mulher de chapéu. E eu jogando fora algo que hoje poderia ser meu tesouro.
Infância, lembranças, tempos bons.

Olha só a qualidade dos seriados que eu assistia quando era bem pequetucha:




Com certeza a Lucy Montgomery virou Lucy Camargo no Brasil.
Hora de matar a saudade.


(Eu desconfio que vou ficar horrorizada com o machismo que vou encontrar nos enredos, coisa bem comum na época hahahah)

Marie


4 comentários:

Anônimo disse...

Incrivel!

Anônimo disse...

Você usa esse blog só como memorias pessoais?
Ou você busca se comunicar com o mundo?

Anônimo disse...

Não sei porque, mas estou fascinado por você...

Marie Jo Cantuaria disse...

Uso o blog pra escrever, porque gosto de escrever, tentei fazer um diário porque quase ninguém lê. Agora ficou estranho...