terça-feira, 17 de julho de 2012

Dicas de Livro - Grandes Autoras - Emily, Charlotte e Anne Brontë

Olá meninas

Bom, hoje quero compartilhar com vocês uma dica de um excelente livro para ler num inverno frio, chuvoso, com ventos cortantes como é o inverno aqui de Rio Negrinho.



Eu não me identificaria melhor com este livro se não vivesse num clima tão parecido como o que é descrito no O Morro dos Ventos Uivantes. Por isso toda a trama, a descrição das paisagens, das charnecas por onde Heathcliff e Cathy corriam quando crianças me são tão queridas, por isso que estou lendo o livro já pela sétima vez e não me canso de ler e reler todos os detalhes desta trama que prende do começo ao fim.

Emily Brontë nasceu em 1818 e faleceu em 1848.

Não sei se Emily Brontë, a autora, alguma vez em sua curta vida tenha imaginado a repercussão que seu livro iria causar um dia no mundo da literatura. Ela que era tão tímida, reprimida, modesta, conseguiu com apenas um livro encantar milhões e ser comparada a grandes mestres da Literatura Inglesa, como Shakespeare ou Jane Austen. Biografia em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Emily_Bront%C3%AB

O livro foi lançado em 1847, meu sonho de consumo é ter um exemplar em capa de couro ou corino com letras douradas.

A trama é muito envolvente, angustiante ás vezes. Todos os personagens são caracterizados nos mínimos detalhes, e o desenrolar da história flui cuidadosamente com todos os pormenores de acontecimentos e sentimentos detalhados. É difícil falar dessa obra porque realmente me faltam palavras, mas a nossa amiga Emily consegue mesmo fazer a gente viajar na leitura, e imaginar cada ruga da face de cada personagem em cada situação em que estes se encontram, seja numa briga ferrenha, numa brincadeira prazerosa, num acesso de raiva ou de ciúmes...

Eu não consigo deixar de amar, e torcer pela felicidade de cada um deles, os moradores deste mundo que posso percorrer em minha imaginação: subindo pela ladeira de grama molhada em uma manhã meio nublada, o vento cortante deixando minhas faces rubras... correndo na direção do Morro dos Ventos Uivantes.

É quase assim que vejo a casa do Morro, só que na minha imaginação é ainda mais bonita.

Pesquisando no google, descobri que no ano passado foi lançada uma versão mais recente de Wuthering Heights, pois já foi adaptado para o teatro, cinema, virou tema de músicas, fan arts, histórias em quadrinhos, etc. Tem a versão de 1939 http://www.imdb.com/title/tt0032145/, a de 1992 http://www.imdb.com/title/tt0104181/ com Ralph Fiennes que deve estar brilhante, e do ano passado http://www.imdb.com/title/tt1181614/ que não tem muitas informações e não deve ter chegado ainda por aqui mas vou dar uma pesquisada, gostaria muito de assistir a todas. Eu simplesmente amo esse romance!



Bom, eu ía escrever mais sobre outras autoras mas acho que por hoje ficamos somente com Emily Brontë e sua irmã Charlotte
Dizem que a irmã de Emily, Charlotte Bronte (1816 - 1855) também escreveu um grande romance chamado Jane Eyre. Não li ainda por isso não posso emitir opinião, mas já está na minha lista de compras. Também escreveu outros como: Shirley (1849), Vilette (1853) e The Professor (1857, póstumo).

Jane Eyre também foi lançado em 1847.

Mas gostei do que ela disse sobre o ofício de ser uma escritora no século XIX e todo o preconceito que rolava contra as mulheres:

Não gostávamos da ideia de chamar a atenção, por isso escondemos os nossos nomes por detrás dos de Currer, Ellis e Acton Bell. A escolha ambígua foi ditada por uma espécie de escrúpulo criterioso segundo o qual assumimos nomes cristãos, claramente masculinos, já que que não gostamos de nos declarar mulheres, uma vez que naquela altura suspeitávamos que a nossa maneira de escrever e o nosso pensamento não eram aqueles que se podem considerar 'femininos'. Tínhamos a vaga impressão de que as escritoras são por vezes olhadas com preconceito e tínhamos reparado como os críticos por vezes as castigam com a arma da personalidade e as recompensam com lisonjas que, na verdade, não são elogios.


Bem se vê que as irmãs estavam mesmo á frente de seu tempo, mulheres modernas que não tinham medo de trabalhar no que gostavam e o faziam da melhor maneira, que não aceitavam quaisquer críticas nem falsos elogios como sendo verdadeiros. Elas é que eram espertas, e enquanto foram criticadas em sua época por uma sociedade hipócrita e falsa moralista, hoje são vistas como grandes genios que sabiam expressar como ninguém o que havia de real por trás do comportamento das pessoas e das falsas aparencias, destrinchando cada faceta do caráter e dos interesses das pessoas em seus relacionamentos.


Também foi lançado em 2011 um filme baseado no romance Jane Eyre http://www.imdb.com/title/tt1229822/, e deve ser dos bons pois até tem no elenco o ator Michael Fassbender, que além de ser excelente está super em evidencia.

A mais nova das irmãs, Anne Brontë (1820 - 1849), também deu sua contribuição para o mundo da literatura moderna, com obras como A Inquilina de Widfell Hall e Agnes Grey.
Biografia em http://pt.wikipedia.org/wiki/Anne_Bront%C3%AB


Não li também nenhum de seus livros para tecer comentários, mas a internet é uma fonte muito vasta de pesquisa e tenho certeza de que todas encontraremos muito material bom para estudo sobre todas as três autoras. Pelas quais já me apaixonei decididamente por causa da grande obra de Emily, a mais tímida e retraída de todas, e o meu grande gênio e musa inspiradora.


Acima, retrato das irmãs Brontë, da esquerda para a direita: Anne, Emily e Charlotte, pintadas pelo irmão delas, Branwell.
Acho que vale á pena compartilhar pelo menos um dos vários sites dedicados ás irmãs Brontë: http://kleurrijkbrontesisters.blogspot.com.br/2010/04/aunt-branwell.html
Pois pelo jeito, a dona é uma apaixonada como eu.
Muitos beijos e não deixem de apreciar a leitura quando puderem.

Marie

Um comentário:

ROSE OLIVEIRA disse...

ai ai Marie Jo minha querida como você é um dos meus livros favoritos eu li quando tinha 15 anos e amo de paixão ate hoje pelo livro estive no sul o ano passado fiz um tour pelas serras gauchas e realmente o cenário é marcante quero retorna ano que vem na época de calor porque fui em julho e estava muito frio,Marie que com bom que você é uma devoradora de livros como eu...xeru da Rose

http://blogtopodendo.blogspot.com.br/