quarta-feira, 18 de julho de 2012

RIP JON LORD



Nossa, ontem meu pai foi lá em casa super magoado com a mídia por nem ter dado muita importancia á morte de Jon Lord.
Eu nem estava sabendo que ele morreu, fui saber só pelo meu pai. Tadinho, ele disse que até chorou.



Mas também pudera, Jon Lord é um mito dos teclados, co-fundador da banda preferida do meu pai, DEEP PURPLE e toca teclado numa das músicas mais insanamente lindas que eu já ouvi e que me arrepia da cabeça aos pés: PERFECT STRANGERS....



"Ouva": http://www.youtube.com/watch?v=gZ_kez7WVUU

Maravilhosa né? Uma verdadeira poesia sobre a Morte, pelo menos na minha opinião, que é sinistra e bela ao mesmo tempo. Uma amiga inseparável da gente, tanto quanto o é a VIDA.



Descanse em paz Jon Lord, um pioneiro, um grande talento, um ROQUEIRO DO CARAAAAALHOOO!!!

Beijos,
Marie

AH, ABAIXO A LETRA E A TRADUÇÃO DA MÚSICA... EU BABO E ME ARREPIO TODA VEZ....

Perfect Strangers

Can you remember remember my name
As I flow through your life
A thousand oceans I have flown
And cold spirits of ice
All my life
I am the echo of your past

I am returning the echo of a point in time
Distant faces shine
A thousand warriors I have known
And laughing as the spirits appear
All your life
Shadows of another day

And if you hear me talking on the wind
You've got to understand
We must remain
Perfect Strangers

I know I must remain inside this silent
well of sorrow

A strand of silver hanging through the
sky
Touching more than you see
The voice of ages in your mind
Is aching with the dead of the night
Precious life (your tears are lost in
falling rain)

And if you hear me talking on the wind
You've got to understand
We must remain
Perfect Strangers

Perfeitos Estranhos

Você consegue se lembrar, lembrar meu nome?
Enquanto eu fluo atravéz de sua vida
Por mil oceanos eu voei, oh
E frios, frios Espíritos de gelo
Toda a minha vida
Eu sou o eco de seu passado

Estou devolvendo o eco de um ponto no tempo
Rostos distantes brilham
Mil guerreiros que eu conheci, oh
E rindo enquanto os espíritos aparecem
Toda sua vida
Sombras de outro dia

E se você me ouvir falando ao vento
Você tem que entender
Nós devemos permanecer
Perfeitos estranhos

Eu sei, eu devo permanecer dentro deste silencioso
poço de sofrimento

Uma trança de prata pendurada pelo
céu
Tocando mais do que você vê
A voz do tempo em sua mente, oh
Está sofrendo com os mortos da noite
Preciosa vida (Suas lágrimas estão perdidas na chuva
que cai)

E se você me ouvir falando ao vento
Você tem que entender
Nós devemos permanecer
Perfeitos estranhos

2 comentários:

rosane disse...

NOSSA EU NEM CONHECÍA ESSE CARA MARIE, ADOREI A MÚSICA, E POR FALAR EM MÚSICA, HOJE EU TAVA OUVINDO FOO FIGHTERS - LEARN TO FLY, E DEU UMA SAUDADE DOS VELHOS TEMPOS.

BEIJOS AMIGA.

Anônimo disse...

nossa, essa música marcou nossa "juventude" hahahahahah... saudades mesmo, a gente era mto doida... bjs, Marie